• 6464
  • 18
  • 14
  • 1

Rapaz desenvolve dispositivo para ajudar a detetar ataques cardíacos silenciosos

Partilhado por Ana Duarte a 14/07/2017 - 16:15

Sobre a solução

O dispositivo consiste numa numa espécie de penso que ajuda a detetar antecipadamente um ataque cardíaco. Estes ataques cardíacos são repentinos e parecem ser assintomáticos. Nestes casos, é improvável que os médicos administrem um teste de sangue FABP3 (um biomarcador de ataques cardíacos relacionados com isquemia cardíaca) devido à falta de sintomas visíveis para justificar um teste de diagnóstico.

Ankash criou uma técnica económica que potencialmente pode ser complementada com a quantificação transcutânea da proteína UV para medir de forma não invasiva a quantidade de FABP3 no sangue de um doente e alertá-lo no caso de um ataque cardíaco silencioso.

Esta técnica envolve a análise frequente da presença de FABP3 sem perfurar a pele. "FABP3 é uma das menores proteínas que está presente no sangue, e tem cargas negativas (por isso fica atraída a cargas positivas). Eu usei estas propriedades nesta técnica", explicou o inventor.

Quando alguma carga positiva é aplicada ao modelo, a FABP3 acumula-se na pele, o que pode ser detetado através de quantificação UV, explicou o rapaz.
Neste processo, a luz UV é passada através da pele, onde a FABP3 está acumulada, e um sensor deteta a quantidade de proteína aí presente, com base na quantidade de luz que foi absorvida.

Quando energia elétrica com potencial positivo é aplicada a uma área fina e translúcida de pele (como na orelha), a FABP3 é a única proteína que atrai carga positiva, por ser a mais pequena, e por isso a proteína mais sensível que está presente no sangue. O que depois se segue é o processo de quantificação de UV para determinar o potencial de ataque cardíaco, e consultar o médico atempadamente.

Este penso pode ser útil para doentes em risco como diabéticos, doentes com níveis anormais de colesterol e outras doenças relacionadas com o coração.

O aluno sempre foi apaixonado por ciência e aeronáutica. Ele está agora no processo de obter a patente para a sua invenção. O estudante demorou dois anos até criar essa inovação.

"Levará um ano e meio para concluir o trabalho sobre esta invenção. É um processo enorme, e eu terei acesso aos laboratórios de pesquisa no Indian Institute of Science, Bengaluru também", diz Manoj, no processo de patentear a sua invenção.

O produto médico provavelmente deverá aparecer em 2018 a um custo de Rs 900.

O inventor quer que o governo promova a sua invenção e não a indústria privada, que ele sente que vai matá-la, uma vez que é a sua solução é de baixo custo.

Adaptado de: http://bit.ly/2tnffpu

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Akash Manoj, nascido na Índia, em 2002, é um estudante que criou um dispositivo para ajudar a detetar ataques cardíacos silenciosos. Aksash foi inspirado a criar esta inovação depois de o seu avô ter morrido por ter tido um ataque cardíaco silencioso.

Categorias associadas a esta solução

Comentários (1)

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar