• 63
  • 0
  • 0
  • 0

Movimento fornece tablets para pacientes hospitalizados se comunicarem com suas famílias

Partilhado por Ana Ribeiro a 27/06/2020 - 18:14

Sobre a solução

Para combater o isolamento de pacientes hospitalizados, impossibilitados de receber visitas durante a pandemia de Covid-19, foi criado um movimento em Portugal para proporcionar aos pacientes meios de comunicação com seus entes queridos. O movimento tem como objetivo doar 2500 comprimidos para instituições de saúde em todo o país, para serem utilizados por pacientes que não têm outros meios de comunicação com suas famílias.

Segundo o site do movimento, eles são guiados por quatro objetivos principais:
- Combater o isolamento, promovendo o contato entre os pacientes e seus entes queridos
- Promover a comunicação através de videoconferências, permitindo uma conexão mais rica através da comunicação não verbal
- Diminuir os níveis de ansiedade para pacientes e familiares
- Fornecer um meio para os entes queridos darem apoio emocional aos pacientes

Os tablets doados terão um software especialmente desenvolvido para o movimento, com uma interface amigável e fácil de usar, mesmo por pacientes que não estão muito familiarizados com esse tipo de tecnologia.

Para garantir que os comprimidos cumpram sua finalidade, eles serão o propet dos hospitais e não os pacientes, cabendo aos hospitais distribuir os equipamentos entre os pacientes. Os tablets também terão outros aplicativos bloqueados, portanto não poderão ser usados para outros fins.

O projeto foi iniciado por Luísa Machado, Cândida Santos e André Jacques, a pedido de vários profissionais de saúde. Desde então, eles transformaram o projeto em uma associação sem fins lucrativos, chamada Semeiabraços, e reuniram o apoio de várias outras organizações.

Adaptado de: https://estou.org/sobre_nos.php

Mais informações: https://estou.org/

https://youtu.be/EfIvDcCHwcw

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Em Portugal, foi criado um movimento liderado por Luísa Machado, Cândida Santos e André Jacques para fornecer tablets para que pacientes hospitalizados durante a pandemia de Covid-19 possam se comunicar com seus entes queridos.

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar