• 2347
  • 4
  • 1
  • 0

App to help autistics in panic attacks

Partilhado por Ana Duarte a 18/04/2016 - 20:19

Sobre a solução

"Em dezembro de 2014 tive um dos piores colapsos da minha vida. Foi a primeira vez que fiquei completamente não-verbal, e foi realmente assustador. De volta para casa, pensei em maneiras que podia arranjar para lidar melhor com a situação, e a comunicação via texto veio à mente. Comecei a pesquisar na Play Store por aplicações de conversação, mas nenhuma que eu encontrasse permitia que duas pessoas digitassem no mesmo dispositivo. Como que eu sou um estudante de engenharia de software decidi criar a minha própria app naquele ponto ", explicou.

A aplicação é muito simples de usar. Durante o ataque de pânico o utilizador tira o seu telefone do bolso, abre a aplicação e dá o seu telefone com a sua mensagem personalizada à pessoa com quem deseja comunicar para obter ajuda. Essa pessoa pode então ler a mensagem para ter controlo sobre a situação e continuar a conversa, fazendo mais perguntas.
Quando estas primeiras necessidades estão atendidas, o chat pode ser utilizado caso as faculdades verbais do utilizador ainda não tenham voltado.

A app é gratuita e está disponível para Android e iOS.

Mais informações: https://www.facebook.com/emergencychatapp

Adaptado de: http://geekclubbooks.com/2015/08/meltdown-emergency-chat-app-help/

E você, tem alguma solução? Por favor, compartilhe-os com a comunidade Patient Innovation!
https://www.youtube.com/watch?v=p4T-pXI9e3E

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Jeroen De Busser, nascido em 1993, na Bélgica, é um estudante de engenharia de software que sofre de autismo. Ele desenvolveu Emergency Chat, uma aplicação móvel para ajudar com ataques de pânico. O estudante criou esta app porque não conseguiu encontrar forma de comunicar e obter ajuda durante um episódio de crise.

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar