• 2734
  • 0
  • 0
  • 0

Rapaz desenvolve óculos para cegos

Partilhado por Ana Duarte a 25/05/2018 - 14:04

Sobre a solução

A tecnologia dos óculos G4B é baseada em ecolocalização (quando as ondas sonoras atingem um objeto próximo, elas produzem um eco que retorna). O equipamento funciona usando sensores de ultrassom e infravermelho que podem ajudar utilizadores cegos a detetar obstáculos no seu caminho. Pode detetar quaisquer obstáculos em todas as direções a uma distância de dois metros. O sensor infravermelho localizado no centro da armação dos óculos permite detetar obstáculos no caso de os sensores de ultra-som falharem.

Sempre que o equipamento encontra um obstáculo, é emitido um bip sonoro (através da saída de áudio) junto com a vibração, para alertar o utilizador.

“A ideia (para os G4B) surgiu quando uma mulher cega me pediu direções, o que me fez pensar como seria difícil ser cego no mundo de hoje, onde as ruas estão cheias de postes elétricos, placas etc.”, explicou Anang.

O aluno sempre adorou mexer nas coisas e aprendeu sozinho. “Eu passo a maior parte do tempo a fazer coisas novas, talvez um robot, um gadget. A ciência, especialmente a física, sempre foi minha área de interesse e, como não tínhamos televisão, telemóveis ou internet, aprendi abrindo carros de controle remoto, aparelhos quebrados etc. ”, disse ele.

Até 2017, Anang tinha criado três protótipos, que ele mostrou ao mundo. Assim que o protótipo final estiver concluído, o inventor será auxiliado pela UNICEF, entre outros, a promover e levar o G4B ao mercado.

O inventor já ganhou vários prémios, que têm sido um recurso indispensável para que possa desenvolver os seus projetos.

“Você saberia como eu trabalho se estivesse comigo - eu fico sem dormir 2 ou 3 dias seguidos quando começo a trabalhar em algo, porque se eu não ganhar o primeiro lugar de uma competição, ficarei sem dinheiro para o meu próximo projeto ”, observou Anang.

O jovem quer continuar a trabalhar como inventor. “Eu quero tornar o mundo um lugar melhor para se viver. A minha paixão por ideias, inovação e curiosidade sobre como as máquinas funcionam persistirá para sempre. E vou continuar a criar ”, expressou.

Adaptado de: https://bit.ly/2LuCbNV

https://youtu.be/pPjbtDI5w4w
https://youtu.be/SFhHPFBZbUo

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Anang Tadar, da Índia, tinha 20 anos e estudava no ensino secundário quando inventou, em 2017, os G4B: óculos especiais para cegos. Ele criou este dispositivo depois de uma mulher cega ter vindo até ele a perguntar por direções.

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar