• 1308
  • 0
  • 0
  • 2

Estudante cria uma aplicação para melhorar os cuidados pós-AVC inspirado pelo seu tio

Shared by Ana Duarte on 28/08/2017 - 13:24

Sobre a solução

O tio finalmente foi ao hospital, e foi diagnosticado com um acidente vascular cerebral severo. Mas devido ao facto de o doente ter esperado tanto tempo para ir aos médicos, ele sofreu perda de memória permanente e problemas de fala. Então a sua sobrinha queria criar uma maneira de ajudar os doentes a obter ajuda de maneira correta e prevenir situações como a de Ardhendu.

A app funciona ajudando no caso de um doente em risco ter sintomas de acidente vascular cerebral - como dores de cabeça severas ou fraqueza súbita, dormência ou dificuldade em andar - eles poderiam imediatamente ligar para uma rede de médicos criada e executada pela INTRAM. Dependendo da gravidade, um médico encorajaria o doente a chamar uma ambulância ou a dirigir-se para uma instalação de tratamento na rede. O algoritmo de busca da INTRAM direcionaria o doente para o consultório médico mais próximo com os tempos de espera mais curtos.

"Os doentes que usam esta aplicação chegarão ao hospital dentro de uma janela de tempo mais curta, permitindo que eles recebam medicamentos mais baratos e mais efetivos", explicou o membro da equipa do INTRAM, Choudhury, estudante de engenharia biomédica do segundo ano. "Isso melhoraria as suas taxas de sobrevivência e reduziria significativamente o tempo de recuperação porque os seus sintomas não poderiam avançar até o ponto de criar deficiência neurológica".

Os membros da equipa, através de uma doação de US $ 2.500 da National Science Foundation, analisaram potenciais clientes para aprender os seus problemas e como eles podem abordá-los. A NSF concedeu o dinheiro à USC através de uma bolsa do site "I-Corps" do Corpo de Inovação.

A Academia Nacional de Engenharia selecionou recentemente a equipa da USC como um dos representantes dos Estados Unidos para a competição de modelo de negócios do Dia Internacional dos Estudantes de 2017.

Adaptado de: http://bit.ly/2u4Gh8u

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Manjima Sarkar é uma estudante, que mora nos EUA, que desenvolveu, em 2017, INTRAM, uma aplicação para ajudar os doentes com AVC a receber os melhores cuidados médicos possíveis no menor período de tempo. Manjima foi levada a inventar essa solução depois de o seu tio Ardhendu Raha ter adoecido, em 2014. Devido à sua idade, Ardhendu pensou que era algo relacionado com a velhice e não ligou para o 911. Manjima Sarkar criou INTRAM com alunos da USC Viterbi Rhea Choudhury, David Sealand e Adam Walker.

Comentários (2)

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar