• 367
  • 2
  • 2
  • 0
  • Help Ukraine

Telepresence - um grupo de mães preocupadas criou uma solução para crianças com longos períodos de falta à escola devido a doenças graves

Partilhado por Maria João Jacinto a 29/11/2022 - 12:07

Sobre a solução

Existem dezenas de milhares de crianças doentes na Austrália que faltam à escola com frequência ou por longos períodos devido a doença. Crianças doentes podem ficar para trás academicamente e sentir isolamento das suas comunidades escolares. Estes experimentam profunda ansiedade, solidão e isolamento após mais de 12 meses de ausência escolar. Aqueles que voltaram para a escola acharam muito difícil ajustar-se e fazer amizades, e a sua aprendizagem foi prejudicada.

Em 2012, Cathy Nell, Gina Meyers e Megan Gilmour perceberam que não havia estrutura para apoiar a necessidade dos seus filhos de manter contato com as suas escolas e colegas de turma e manter a sua educação. Os seus filhos haviam acabado de recuperar de uma longa e assustadora doença crítica. Foi assim que nasceu a MissingSchool: uma organização sem fins lucrativos dedicada a aumentar a conscientização sobre os problemas educacionais enfrentados por crianças que faltam à escola por causa de doenças críticas ou crónicas e a explorar maneiras de apoiar as crianças, as suas famílias, os seus professores e a sua aprendizagem em momentos muito difíceis.
A MissingSchool procurou soluções tecnológicas. Em 2018, realizou o primeiro piloto para colocar robots de telepresença em escolas dispostas a demonstrar que é possível uma conexão bidirecional contínua entre crianças gravemente doentes e as suas salas de aula quando elas estão ausentes. “A telepresença permite que as crianças que estão fora da escola vejam e sejam vistas e ouvidas nas suas salas de aula, se movimentem e aprendam com os seus professores com os seus colegas de turma. O piloto pretende ser um catalisador para soluções de longo prazo para crianças doentes que integram a conexão entre hospital, casa e escola.”
O primeiro serviço de robot de telepresença da Austrália começou como um piloto no ACT e agora opera em todos os estados/territórios da Austrália.

O primeiro piloto australiano é apoiado por uma doação de até $ 600.000 ao longo de três anos da St.George Foundation. A doação está a ajudar a MissingSchool a lançar pelo menos 75 robots ao longo de três anos para demonstrar maneiras inovadoras e económicas de incluir crianças doentes nas suas escolas regulares.

Adaptado de: https://www.actparents.org.au/index.php/news1/item/329-robots-keep-sick-..., https://www.missingschool.org.au/
https://youtu.be/lBvNT1zWxeg

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Cathy é mãe de dois filhos. O seu filho mais novo é um sobrevivente de cancro infantil. Cathy ficou interessada em aprender questões resultantes da terapia do cancro depois do seu filho ter feito um transplante de sangue do cordão umbilical em 2005 e um segundo transplante em 2010 para recidiva de leucemia linfoblástica aguda.

Em 2008, o filho de Gina foi diagnosticado com uma doença crítica e com risco de vida que o manteve dentro e fora do hospital – e fora da escola – por cerca de 18 meses.

Megan Gilmour é mãe de um filho pequeno que sobreviveu a uma doença com risco de vida.

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar