• 2246
  • 1
  • 1
  • 0

Mulher cria organização sem fins lucrativos para ajudar pessoas com condições neurodegenerativas com música

Partilhado por Ana Duarte a 17/10/2019 - 10:57

Sobre a solução

O marido de Carol, Irwing, foi diagnosticado com doença de Parkinson em 2006 e com demência em 2009. Ele tocava saxofone e piano.

As coisas ficaram mais difíceis para o casal quando, em 2014, Irwin começou a não responder bem aos medicamentos. No entanto, na época, ele voltou a tocar piano (pela primeira vez desde que foi diagnosticado). A partir desse dia, ele parecia mais consciente, recetivo, enérgico e comunicativo.

"Eu estava no fim do meu juízo e, finalmente, algo positivo aconteceu. A música realmente ressuscitou-o", observou Carol.

Quando ela contou ao médico sobre isso, ela foi informada de que "tocar piano fazia com que ele liberasse dopamina e isso lhe dava-lhe energia". Isso fez a esposa perceber que a música era mais eficaz que os medicamentos.

Então, em 2014, Carol começou uma banda: The 5th Dementia. Essa banda ajuda Irwin e outras pessoas que têm doenças neurodegenerativas a lidar com as suas condições com a música.
Essa banda levou Carol a fundar a Music Mends Minds, uma organização sem fins lucrativos que visa ajudar as pessoas que sofrem com a doença de Alzheimer, demência, doença de Parkinson, lesão cerebral traumática, acidente vascular cerebral e transtorno de stress pós-traumático. A Music Mends Minds criou 20 bandas em todo o país que melhoraram a qualidade de vida de mais de 200 pessoas.

“Não demorou muito para eu reconhecer que estávamos realizando algo realmente grandioso. Então, o Music Mends Minds nasceu. Estamos no negócio de criar bandas em diferentes cidades, onde podemos encontrar pessoas com doenças neurodegenerativas que gostam de tocar música e estão prontas se divertir. As bandas praticam uma ou duas vezes por semana. (É) uma zona segura para doentes, cuidadores, membros da família e para todo o público ir a um ensaio e sentir a magia da música e mudar seu humor. Toda a gente está no topo da vida depois de um ensaio. Também organizamos espetáculos duas vezes por ano para todas as bandas. Os espetáculos trazem um grande orgulho para nossos músicos e cantores e oferecem a eles a oportunidade de brilhar novamente. Estamos a tocar em todo o país. Chegamos a doentes que estavam perdidos e que viviam sem música e, em seguida, são apresentados à magia da música, e eles, por sua vez, ganharam vida e têm uma extensão da vida”, descreveu a fundadora.

Adaptado de: https://cnn.it/2FD9e2M

Mais informações: https://www.musicmendsminds.org/

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Carol Rosenstein, dos EUA, criou a Music Mends Minds, uma organização sem fins lucrativos que apoia doentes com doença de Alzheimer, demência, doença de Parkinson, lesão cerebral traumática, acidente vascular cerebral e transtorno de stress pós-traumático usando música. Carol fundou esta organização porque o seu marido Irwin sofre de Parkinson e demência.

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar