• 174
  • 1
  • 1
  • 0

Equipa desenvolve descanso para o triciclo de menina com espinha bífida

Shared by Ana Duarte on 07/06/2019 - 10:28

Sobre a solução

Amelia tinha 12 anos na altura, e tinha sido submetida a mais de 60 cirurgias. Ela recebeu uma nova bicicleta de três rodas para ajudar a aumentar a sua atividade física. No entanto, quando está quente, ela não pode ficar fora de casa por muito tempo. E durante o inverno e o outono, está frio demais para ela. O seu pai queria que ela fizesse alguma coisa para Amelia poder usar o triciclo dentro de casa. Ele sabia que esses dispositivos estão disponíveis para bicicletas tradicionais, mas não conseguiu encontrar isso para triciclos.

Foi quando ele recebeu ajuda de Tom Fitzgibbons, Paul Wenner e Mike McDonald, que se voluntariaram através da May We Help (uma organização que desenvolve dispositivos para aumentar o nível de autonomia de pessoas com limitações físicas).

Usando um suporte de treino de ciclismo indoor, um tubo de metal para estender o suporte e um quadro de PVC, eles criaram um suporte de pedal para triciclo.

“O problema que minha filha teve foi que encontramos um triciclo de tamanho adolescente para ela montar, mas o calor e o frio dificultaram que ela o usasse. Amelia pode andar no seu triciclo como uma bicicleta ergométrica para exercícios e fortalecimento. Isso ajudará a trabalhar os músculos, resistência e autoconfiança. É tão incrível ver a vontade de dar as habilidades que o este grupo tem para as pessoas que podem usá-las. Estou impressionado com a visão e a dedicação”, disse o pai de Amelia.

Adaptado de: https://bit.ly/2Wzftxm

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Tom Fitzgibbons, Paul Wenner e Mike McDonald, dos EUA, construíram um descanso de triciclo para Amelia, em 2014, que sofre de espinha bífida.

Categorias associadas a esta solução

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar