• 2350
  • 1
  • 1
  • 0

Doente cria cartões emotivos para os entes queridos que sofrem de cancro

Partilhado por Patricia Pereira a 15/06/2015 - 17:17

Sobre a solução

Para Emily, a parte mais difícil da sua doença não estava em perder o seu cabelo, ou ser erroneamente chamada de "senhor" por funcionários do Starbucks, ou ter náuseas devido à quimioterapia; era a solidão e o isolamento que sentiu quando muitos dos seus amigos próximos e membros da família desapareceram porque não sabiam o que dizer, ou diziam as coisas erradas sem perceber.

A designer tem vivido livre de cancro desde então. Mas o impacto emocional da experiência permaneceu, inspirando-a a projetar uma série de recém-lançados Empathy Cards - cartões emotivos que dizem as coisas que ela queria ouvir quando estava doente.

Emily espera que os Empathy Cards proporcionem "melhores formas e mais autênticas de se comunicar sobre doença e sobre o sofrimento" entre os doentes, amigos e entes queridos que sofrem de cancro, doenças crónicas, mentais, ou outras dificuldades. Os cartões são sérios e também bem-humorados, sem falsas alegrias.

Adaptado de: http://slate.me/1P0BE52

Mais informações: http://info.emilymcdowell.com/

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Emily McDowell, dos EUA, é uma designer que foi diagnosticada com um linfoma de Hodgkins de estágio 3, quando tinha 24 anos, enfrentando nove meses de quimioterapia e radioterapia antes de a doença entrar em remissão. Porque queria que as pessoas comunicassem com ela usando as palavras certas, inventou Empathy Cards — cartões emocionalmente diretos que dizem o que queria ouvir quando estava doente.

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar