• 3912
  • 6
  • 6
  • 0
  • Help Ukraine

Professores e alunos criam protectores faciais com componentes disponíveis localmente

Partilhado por sara.di.fabio@p... a 27/03/2020 - 16:47

Sobre a solução

Uma equipa de pesquisa de universidades de dois continentes está a desenvolver equipamentos de saúde "faça você mesmo". O objetivo é ter engrenagens que possam ser desenvolvidas e montadas a partir de componentes disponíveis ao nível local.

"Estamos a tentar descobrir como escalar essas coisas no tempo que temos", disse Shannon Yee. Ela é professora associada da Escola de Engenharia Mecânica George W. Woodruff, da Georgia Tech, parte da equipe que trabalha na questão do ventilador.

Utilizando recursos do Flowers Invention Studio, como impressão 3D, o grupo produziu 1.000 protetores faciais e está a preparar-se para fabricar kits que os hospitais podem montar.

"Com os desafios significativos da nossa cadeia de abastecimento, precisamos de estratégias para fornecer equipamento de proteção individual (EPI) para as equipas de saúde", disse o Dr. Charles Brown, CEO da Physician Enterprise da Piedmont Healthcare. "Temos mecanismos para desenvolver ideias e estamos a trabalhar com a Georgia Tech e o Centro Global de Inovação Médica (GCMI) para as fazer evoluir até algo que possamos usar".

Para ampliar o fabrico além do campus da universidade, a equipa identificou projetos simples que poderiam ser partilhados e produzidos por quem tivesse acesso a um espaço para criadores. O grupo está a aproveitar os contactos da universidade com as empresas para encontrar fornecedores de materiais alternativos.

"A equipa de engenharia mecânica da Georgia Tech está a trabalhar para modificar os designs dos protetores faciais de código aberto, para que possam ser fabricados em grandes volumes para o ambiente de resposta rápida exigido pelo COVID-19", disse Christopher Saldana, professor associado da Woodruff School. A equipa modificou esses projetos usando uma variedade de métodos de otimização de produtos e processos, incluindo a remoção de certos recursos e a padronização do uso de ferramentas.Trabalhando em equipas multifuncionais e interdisciplinares e envolvendo diretamente profissionais de saúde e fabricantes de alto volume, poderemos responder a esse esforço na escala e velocidade necessárias ".

A equipa está a lançar um site www.research.gatech.edu/rapid-response para quantificar as necessidades de protetores faciais e solicitar fornecimento de materiais.

Além do protetor facial, os investigadores também estão a analisar outras necessidades da comunidade médica, como ventiladores, lenços desinfetantes e respiradores.

Adaptado de: http://www.news.gatech.edu/2020/03/23/do-it-yourself-medical-devices-pro...

Mais informações: http://www.news.gatech.edu/2020/03/23/do-it-yourself-medical-devices-pro...
https://www.youtube.com/watch?v=VZAaY4hOMtY&feature=emb_title
 
https://www.youtube.com/watch?v=VZAaY4hOMtY&feature=emb_title

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Isenção de responsabilidade: Esta solução foi escrita por alguém que não é o autor da solução, portanto, pedimos esteja ciente de que, embora tenha sido escrita com o maior respeito pela inovação e pelo inovador, pode haver algumas declarações incorretas. Se encontrar algum erro, entre em contacto com a equipa do Patient Innovation via info@patient-innovation.com

Sobre o autor

Os professores e os alunos da Georgia Tech criaram protetores faciais de forma rápida e fácil para ajudar na luta contra o COVID19

Categorias associadas a esta solução

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar