• 3171
  • 5
  • 8
  • 0

Amputado desenvolve coberturas para próteses impressas em 3D

Partilhado por Ana Duarte a 03/04/2017 - 11:46

Sobre a solução

Manuel é o Chief Creative Officer da Unyq, uma empresa espanhola que produz soluções personalizadas de impressão 3D - coberturas para próteses - para amputados e doentes a com Escoliose.

Manuel, um engenheiro e especialista em robótica, tornou-se um amputado quando tinha 16 anos. Porque também queria que as pessoas parassem de sentir vergonha em usar próteses, ele co-fundou Unyq, em 2014, a fim de desenvolver as coberturas para próteses impressas em 3D.

O objetivo era também afastar-se do conceito de que todas as empresas de próteses partilham, que é imitar a pele utilizando materiais como PVC, que oferecem um acabamento atraente. Na Unyq eles decidiram fazer o contrário: peças com uma função decorativa, que são divertidas e visualmente atraentes. Algumas peças são feitas de poliamida, plástico muito resistente, que permite fazer desporto e exercícios, sem qualquer problema, e outros com ABS, embora ambos sejam o resultado da impressão 3D, que permite reduzir os custos da sua produção.

O catálogo Unyq varia de coberturas para as pernas e os braços a espartilhos, para doentes de Escoliose. Atualmente, apenas a parte estética - e não a parte funcional - funciona, mas num futuro próximo eles pretendem cobrir tudo.

Mais informações: http://unyq.com

Adaptado de: http://sevillaworld.com/una-estetica-funcional/
https://youtu.be/oYzfCrrFRoE

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Manuel Boza, de Espanha, é um amputado acima do joelho, que cria soluções de impressão 3D para pessoas com deficiências físicas. Manuel começou a interessar-se por esta tecnologia porque sempre teve um problema com o silicone e acabamentos cosméticos PVC oferecidos aos amputados, e foi sua procura por uma solução melhor para as coberturas de próteses que o levaram à impressão 3D.

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar