• 1955
  • 0
  • 0
  • 0

Filho cria braço órtese para o seu pai

Partilhado por Ana Duarte a 02/02/2017 - 10:47

Sobre a solução

José Sebastião Carneiro, o pai, nascido em 1948, teve de ter o seu cotovelo removido, o que significa que ele não é capaz de realizar atividades simples do quotidiano, como pegar em objetos.

Então, o seu filho, um estudante de telecomunicações de gestão e tecnologia teve uma ideia para uma solução e, em seguida, reuniu uma equipa de especialistas para ajudá-lo a trazer a sua ideia à realidade.

O dispositivo é composto por um suporte, um motor, elétrodos e sensores. O sistema transfere impulsos de áreas saudáveis ​​que sofreram algum tipo de paralisia, gerando movimento.

"Devido ao facto de José ainda ter o antebraço, o rádio, é possível recuperar o movimento da parte do corpo. O que nós fazemos com a órtese é capturar o estímulo do movimento que está na parte superior do braço, e transferi-lo para a parte inferior, o que lhe permite aumentá-lo até 90 graus e baixá-lo".

Os sensores capturam o movimento da parte superior do braço de José que não foi afetada pelo tumor, mas são incapazes de, por si só, permitir que ele levante e baixe o seu antebraço.

"Não tem nada que ver com a minha área de especialização. Mas eu realmente queria ajudar o meu pai, para que pudéssemos melhorar a sua qualidade de vida. Então eu falei com um professor e expliquei-lhe a minha ideia ", disse o estudante.

Ele e a professora Crishna Irion reuniram uma equipa e começou a trabalhar, tendo um protótipo para o braço biónico após oito meses de pesquisa e testes.

"Eu disse a Danilo que faríamos a órtese, mesmo que fosse feita de bambu e plástico. A nossa intenção não é vender ou ganhar prémios; Nós apenas queremos ajudar uma pessoa a sentir-se melhor e mais feliz ", Crishna assegurou.

José está muito satisfeito com esta solução, que ainda está a ser ajustada e melhorada pela equipa.

Adaptado de: http://glo.bo/2kki081

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Danilo Carneiro, nascido em 1988, no Brasil, construiu um braço biónico para seu pai, em 2016, que tinha um tumor no seu braço, perto do cotovelo, o que o deixou sem nenhum movimento nesse membro.

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar