• 2280
  • 0
  • 0
  • 0

Doente desenvolve software de comunicação

Partilhado por Ana Duarte a 13/01/2017 - 11:59

Sobre a solução

Ivan andar numa escola experimental que educa especificamente crianças com transtornos de mobilidade, e onde os alunos são ensinados a libertar os seus talentos. Assim, o estudante aprendeu a programar.

Durante as aulas, o inventor conheceu uma menina que tinha capacidade limitada para comunicar, pelo que só podia escolher entre duas opções, usando imagens, palavras ou gestos.

O estudante então foi para casa pensar num software que iria replicar essas ações, sem que o utilizador tivesse de carregar sempre consigo todas as imagens e cartões para conseguir comunicar.

E assim o DisQwerty nasceu, que pode ser baixado gratuitamente.

"No Ocidente as expectativas para as pessoas com deficiências são muitas vezes as mesmas do que para a maioria, mas aqui não é o caso. Na Rússia, é diferente - Sentimos pena deles", explicou.

Ivan, que é um aluno brilhante, já tem uma vaga na universidade de St. Petersburg, para estudar programação.

Mais informações: http://bit.ly/2j7BLPM

Adaptado de: http://bit.ly/2cS9Q1W
https://youtu.be/q6_hgyeExEU

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Ivan Bakaidov, nascido na Rússia, em 1999, sofre de paralisia cerebral e disartria, o que significa que é difícil para ele falar e ser compreendido. Ivan desenvolveu um software para ajudar as pessoas com deficiência a comunicar.

Desgostar da solução
Fechar pt
Fechar