• 2991
  • 0
  • 0
  • 0

Doente adapta mala para scooters

Partilhado por Ana Duarte a 02/08/2016 - 16:06

Sobre a solução

Valérie também foi diagnosticada, em 2012, com a Síndrome Ehlers-Danlos, tipo de hipermobilidade, uma doença genética que se caracteriza por articulações soltas e dor crónica nas articulações.

"Eu sou uma pessoa com uma hérnia desde 2007, com uma diminuição sempre gradual da minha mobilidade, o que me exigiu encontrar dicas para me ajudar na vida quotidiana. E desde novembro de 2012, eu soube que sofro de uma doença genética, Síndrome de Ehlers-Danlos, uma doença que atinge os tecidos e é debilitante", Valérie explicou.

A inventora levou 12 horas para criar a solução. Usou o seguinte material:

Tecido de recuperação (calça jeans, ou casaco velho)
1 TTH tubo de eletricista
tecidos 6m
4 puxadores
2 parafusos.

Por favor, verifique em anexo um documento com instruções (em Francês).

Tem um custo de produção de seis euros.

Adaptado de: http://bit.ly/2pwM2H4

E você, tem alguma solução? Por favor, partilhe com a comunidade Patient Innovation!

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Valérie Dardenne, da Bélgica, inventou, em 2014, uma forma de adaptar um saco para uma mala para pessoas com deficiências motoras desde que teve uma hérnia discal, em 2007. Para transportar o seu material enquanto anda na sua scooter, ela adaptou-a, para que a possa usar durante todo o ano, de uma forma segura e fácil.

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar