• 1625
  • 0
  • 0
  • 0

Estudante inventa dispensador de medicação programável inspirada pela sua avó

Shared by Ana Duarte on 14/09/2015 - 17:16

Sobre a solução

Este dispensador de medicação programável envolve um smart card e um dispensador de comprimidos. O PillAid foi desenvolvido durante o seu projeto final de curso, na Universidade Brunel, em Londres. O objetivo principal é ajudar os idosos.

"É um dispensador de medicamentos programável e sistema de gestão de medicação para os idosos, que tem como objetivo melhorar a comunicação entre todos os grupos envolvidos no processo - incluindo hospitais, clínicas, médicos hospitalares, farmacêuticos, os próprios e cuidadores dos doentes", disse a inventora à CNN.

Quando o doente vai ao médico, ele recebem um cartão inteligente personalizado. O médico tem um leitor de cartão inteligente e carrega todas as informações de prescrição para o cartão. O doente, então, leva o cartão para sua farmácia, que também tem um leitor de cartão inteligente e utiliza as informações no cartão, dispensa o medicamento prescrito num dispensador de mediação.

Este gadget tem um microchip minúsculo embutido. O dispositivo vai ler informações sobre o cartão quando ele é inserido no dispensador de medicação automática. Ele alerta automaticamente o doente quando é hora de tomar a medicação e informa-o acerca de se ele precisa de tomar a medicação com comida ou água.

Adaptado de: https://cnn.it/2GQXxC7

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Katrin Svabo Bech, nascida em 1982, no Reino Unido, era uma estudante de design quando criou, em 2004, um dispensador de medicação programável, chamado PillAid, que irá dizer aos doentes para tomar a medicação correta, na quantidade correta, no momento correto. Bech teve a ideia para criar este dispositivo após visitar a sua avó, que teve um AVC. “Ela estava a tomar muita medicação e eu pensei que seria ótimo criar algo que lhe facilitasse a vida, de modo a que ela conseguisse manter a sua independência e sentir-se mais confiante.”

Categorias associadas a esta solução

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar