• 1391
  • 1
  • 1
  • 0

Estudante cria base de absorção de choque impressa em 3D para narizes prostéticos

Partilhado por Ana Duarte a 15/07/2019 - 15:11

Sobre a solução

Zach era um estudante de mestrado na Escola de Design da Universidade de Victoria, quando usou tecnologia de impressão 3D para inventar um andaime dinâmico, absorvedor de choque, instalado sob a fachada em forma de nariz para ancorá-lo contra movimentos acidentais.

Ele foi levado a construir essa solução quando soube que as pessoas que precisavam usar próteses após lesões ou cirurgia enfrentavam um segundo trauma - com a sua prótese acidentalmente derrubada durante tarefas como praticar desporto ou ser empurrado em espaços ocupados.

A base do dispositivo impresso em 3D de Zach liga-se a três implantes no crânio do utilizador através de ímans. Um segundo componente do design permite que o utilizador pratique desporto. Tem uma aparência realista e permite um bom fluxo de ar.

Segundo o inovador, esse gadget já existe no mercado, custando cerca de US $ 1000.

Zach construiu a sua solução por menos de US $ 100, em cerca de duas horas.

O designer fez a sua pesquisa enquanto consultava um profissional de próteses maxilofacial.

"É muito bom aumentar a consciência sobre essa condição, essa luta do dia a dia de alguém que usa uma prótese", explicou.

Esse dispositivo levou Zach a ganhar US $ 4.000 da Fundação James Dyson e um pacote de prémio oficial do Escritório de Propriedade Intelectual da Nova Zelândia, adaptado às necessidades de propriedade intelectual do seu projeto, e um ano de filiação ao The Designer’s Institute.

Adaptado de: https://bit.ly/2YcR0xS
https://bit.ly/2YUaswi
https://bit.ly/2xQwZyd

Esta solução não deverá mencionar o uso de drogas, químicas ou biológicas (incluíndo alimentos); dispositivos invasivos; conteúdo ofensivo, comercial ou inerentemente perigoso. Esta solução não foi validada medicamente. Prosseguir com atenção! Em caso de dúvidas, por favor consulte um profissional de saúde.

Sobre o autor

Zack Challies, nascido em 1990, na Nova Zelândia, desenvolveu uma base de absorção de choque para o nariz impressa em 3D, em 2014, após perceber que as pessoas que precisavam usar próteses após lesões ou cirurgia enfrentavam um segundo trauma.

Categorias associadas a esta solução

Gostar da solução
Fechar pt
Fechar